sexta-feira, 30 de maio de 2014

Vinícola Routhier e Darricarrère lança o vinho Salamanca do Jarau

> Kit com quatro rótulos diferentes criados pelo
artista plástico Gelson Radaelli
O novo lançamento da Vinícola Routhier e Darricarrère, de Rosário do Sul (RS), une tudo que é bom: amizade, cultura e, claro, vinho. 

Amizade porque o rótulo apresentado nesta quinta-feira (29/05) na Sommellier Vinhos, em Porto Alegre, é a realização de um sonho acalentado por três amigos – Julio Cesar Gostisa, Gelson Radaelli e Anthony Darricarrère. Pelo caminho, Cledi Sodré Souza, sócio proprietário da Sommelier Vinhos, embarcou na aventura, ganhando a exclusividade na venda do vinho Salamanca do Jarau (R$ 90).

A parte cultural do projeto nasce justamente do nome do vinho, inspirado na famosa lenda gaúcha do escritor pelotense João Simões Lopes Neto. A história, que remonta ao surgimento do Rio Grande do Sul [saiba mais aqui], tem como protagonista uma princesa moura encantada, que faz parte do imaginário dos gaúchos. O Salamanca do Jarau é uma edição limitada do ícone da vinícola, o Província de São Pedro, safra 2012, com 100% de uvas Cabernet Sauvignon.

“Elaboramos este vinho dentro da filosofia de terroir extremo, com uvas de um único vinhedo fermentadas espontaneamente, isto é, com leveduras indígenas”, explica o enólogo Anthony Darricarrère. É um típico Cabernet Sauvignon da Campanha Gaúcha, com aromas de frutas vermelhas, couro e cedro. Na boca tem fruta, café e especiarias, em especial pimenta preta e nós moscada.

> Vinho vem embalado
com umagravura exclusiva
Como todo bom vinho que agrada os consumidores, há uma grande história por trás e belos rótulos na frente. A criação das quatro etiquetas – verdadeiras obras de arte – que compõem a coleção Salamanca do Jarau são do artista plástico Gelson Radaelli, dono do restaurante Atelier de Massas, no centro de Porto Alegre.

Conforme a diretora de marketing, Gabriela Puhl Darricarrère, a escolha desta temática para elaboração do novo produto soma-se ao conceito do vinho Província de São Pedro, visando sempre a valorização da arte e da cultura gaúcha. Apenas 2 mil garrafas de Salamanca do Jarau estarão disponíveis para a venda.

“As histórias precisam ser contadas, senão ficam esquecidas pelo tempo”, diz Anthony Darricarrère. 

> O rótulo principal do vinho
História
A criação do Vinhedo Routhier & Darricarrère, em 2002, deu continuidade do trabalho desta família que, há muitas gerações, se dedica ao cultivo de uvas e produção de vinhos na Argélia, na França, no Uruguai, nos Estados Unidos e no Brasil.

O projeto foi iniciado por Pierre e Jean Daniel Darricarrère, quando, juntamente com a plantação de frutas cítricas, plantaram cinco hectares de videiras de Cabernet Sauvignon e Chardonnay em Rosário do Sul.

O sócio e parceiro comercial há 30 anos, o canadense Michel Routhier, se somou a proposta citrícola e ao perceber o potencial vitivinícola da Campanha Gaúcha, decidiu ir mais longe na sua paixão pelo vinho e acompanhar a família Darricarrère neste projeto.

Não é a primeira vez que a vinícola faz uma homenagem ao Rio Grande do Sul. Sua linha principal, chamada de Província de São Pedro, faz loa ao Estado que abriga seus vinhedos. A filosofia da Routhier & Darricarrèr faz um blend entre as características do terroir da Campanha Gaúcha com o savoir faire bordelais. O resultado são vinhos com alma, corpo e elegância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário