quinta-feira, 29 de maio de 2014

ABS-SP firma acordo com o Ibravin e abre mais espaço para os vinhos brasileiros

> Projeto Imagem com sommeliers inclui aulas de degustações
e visita às vinícolas das regiões produtoras
Depois de muitas rusgas, o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e a Associação Brasileira de Sommeliers - São Paulo (ABS-SP) firmaram uma parceria que será oficializada no próximo dia 4 de junho, às 20h, na capital paulista. A ideia é fortalecer o trabalho da instituição com os vinhos brasileiros. O convênio prevê a disponibilização de uma vaga para cada uma das 11 vinícolas que participam do contrato e a ida de professores e alunos para as regiões produtoras em outubro deste ano.

O mais importante é que a ABS-SP passará a dar de três quatro aulas sobre os vinhos brasileiros. Até agora, a produção nacional não merecia uma aula exclusiva. A vitivinicultura brasileira era mencionada ao lado do Uruguai. Ou seja, vai se passar de quase nada para uma bom panorama do que o país elabora, abrangendo as principais regiões produtoras (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Vale do São Francisco).

O investimento será de quase R$ 80 mil por ano, divididos entre as vinícolas participantes, que terão seus rótulos colocados nas degustações da associação. 

Na época da salvaguarda, em 2011, a ABS-SP fez forte oposição à proposta do Ibravin de estabelecer regras limitando a entrada de vinhos importados no Brasil. O acordo de agora, portanto, é um marco na pacificação do setor e do mercado brasileiro de vinhos.

Opiniões
O presidente do Conselho Deliberativo do Ibravin, Moacir Mazzarollo, reforça que o convênio é importante por investir na formação de profissionais que, em sua maioria, atuam no maior mercado consumidor do país. Para o dirigente, intensificar o trabalho com os vinhos brasileiros entre sommeliers ajudará a propagar a qualidade dos vinhos, sucos e espumantes elaborados no Brasil. “Esse trabalho em conjunto com as entidades que formam estes profissionais deve resultar em ganhos para toda a cadeia vitivinícola. Muitos deles não trabalham com vinhos brasileiros por falta de informação e esse convênio pretende ajudar a suprir essa lacuna”, entende.

Para o presidente da BS-SP, Mario Telles Jr., a iniciativa reitera o apoio da entidade à produção nacional e o seu papel de indutor de aumento de qualidade nos serviços, reconhecido pelo mercado e pelo próprio setor vitivinícola. “Esse convênio fortalece a nossa relação com o vinho brasileiro. A ABS São Paulo está completando 25 anos e essa parceria não poderia acontecer em melhor hora”, comemora. Cerca de 300 profissionais são formados por ano na ABS-São. 

Projeto Imagem
Em outubro, está agendada a ida de 25 pessoas, entre alunos e professores da ABS São Paulo, para a Serra Gaúcha, através do projeto Imagem. Desde 2010, o Ibravin já levou cerca de 450 profissionais para regiões produtoras. A primeira parceria foi concretizada com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) de São Paulo.

Desde então, alunos e professores vivenciam a realidade da cadeia produtiva, gerando aproximação com o setor vitivinícola. A programação abrange visitas aos parreirais e às vinícolas, a participação em palestras técnicas e a oportunidade de conhecer pessoalmente os empreendedores do setor. O objetivo principal é promover o desenvolvimento da cultura de vinhos no Brasil por meio de colaboração acadêmica e profissional.

Vinícolas integrantes do convênio
Basso Vinhos e Espumantes     
Bueno Wines   
Cooperativa Vinícola Garibaldi 
Dunamis              
Miolo Wine Group         
Pericó Vinhos   
Pizzato Vinhas e Vinhos              
Vinícola Aurora
Vinícola Hermann          
Vinícola Perini  
Vinícola Quinta da Neve              

Com informações do Ibravin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário