terça-feira, 21 de maio de 2013

Porto Alegre ganha o primeiro restaurante 100% angus do Brasil


> Marmoreio: gordura entremeada ao músculo na carne
angus confere sabor, maciez e suculência 
O primeiro restaurante abastecido 100% com carne angus no Brasil fica em Porto Alegre. O Barba Negra, em atividade desde 2007 no tradicional bairro Bela Vista (Rua Tenente Coronel Fabricio Pilar, 791), passa a trabalhar exclusivamente com carne fornecida por frigoríficos associados ao Programa Carne Angus. “É uma experiência piloto que aos poucos será ampliada para todo o Brasil. No segundo semestre pretendemos chancelarmos outras duas casas, uma em São Paulo e outra em Porto Alegre”, afirma o Reynaldo Titoff Salvador, diretor do Programa Carne Angus Certificada. O projeto foi lançado no dia 6 de maio na capital gaúcha para imprensa e convidados em almoço no Barba Negra. 

“Isso é uma grande inovação, que já existe na Europa e nos Estados Unidos. E aqui no Brasil é uma novidade, que veio para ficar”, acredita Salvador. Segundo ele, o restaurante tem como benefício a oferta constante de uma carne de qualidade durante o ano todo. “A exposição da marca em todo o Brasil também é atrativa aos restaurantes. Muitos estrangeiros que vem ao Brasil, por exemplo, buscam experimentar e consumir a carne angus”, observa Salvador.

> Roberto Majot de Oliveira e Heloisa Ramos, irmãos
proprietários do Barba Negra, com a certificação 100% angus
Um dos proprietários do Barba Negra, Roberto Majot de Oliveira [na foto em anexo], explica que a casa tomou a decisão de aderir ao projeto 100% Angus depois de enfrentar problemas com fornecimento de carne. “Tínhamos que conviver com falta de regularidade na maciez da carne”, admite. Por isso a busca de um parceiro confiável. “O trabalho que a associação faz nos frigoríficos, cuidando a idade dos animais abatidos, o processo de desossa, entre outros procedimentos, contribui para o padrão que tanto desejamos”, comenta.

A carne angus é oriunda da raça inglesa de gado Aberdeen Angus, selecionada para produzir uma carne extremamente macia e saborosa. “Isso se deve ao marmoreio, ou seja, à gordura entremeada no músculo”, informa o presidente da Associação Brasileira de Angus (ABA), Paulo de Castro Marques. “Quando esta carne vai ao fogo e essa gordura se desmancha no calor, ela confere ao produto final, a carne assada, um sabor inigualável”, garante.

Padrão de qualidade
Criado há dez anos, o Programa Carne Angus visa integrar a cadeia do boi, por meio do acompanhamento dos animais na fazenda, desde a inseminação e a criação, assim como o confinamento, o desmame, o encaminhamento ao frigorífico, até chegar ao consumidor, seja por meio dos restaurante ou diretamente na casa das pessoas.

No começo, em 2003, 12 mil animais foram certificados em um único município, Bagé, na Campanha Gaúcha. No ano passado foram 230 mil animais angus certificados em todo o Brasil e este ano o número deve chegar a 300 mil animais em sete estados produtores que já fazem parte do programa – Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Goiás. Minas Gerais e Santa Catarina serão incorporados ao programa até o final do ano. “A missão do programa é provar a carne angus como sabor, como qualidade e conquistar a confiança do comprador”, diz Marques. “A integração entre produtor, indústria e o varejo traz ganhos para todos, sobretudo ao consumidor, e ainda mantém toda a cadeia saudável”, destaca.

Atualmente, o Brasil possui o maior rebanho de gado comercial do planeta, com 215 milhões de cabeças – sendo que 90% da produção da carne vermelha é destinada ao mercado interno. Com o aumento do poder de compra da população, houve um acréscimo de 40 milhões de consumidores de carne no país nos últimos seis anos. Todavia, segundo a nutricionista Licínia Campos, entre 40% e 50% dos abates são feitos em fundo de quintal. “Cada vez mais, as pessoas estão preocupadas com a saúde e com o bem-estar. Logo, estão mais exigentes com tudo o que consomem”, alerta a nutricionista. São estes consumidores que o Programa Carne Angus procura atender.  

Barba Negra passa a trabalhar exclusivamente com carne angus
em busca de garantia de um padrão regular de qualidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário